PRIMADO 07 COVAS DO BRASIL -  TEMPLO DE UMBANDA

"A verdade só está disponível para os despertos no espírito" (Sr. Exu 07 Covas)

"Eu não vim pra esclarecer, eu vim pra confundir". (Exu Mirim Tata Caveirinha)





"A vida é uma pergunta que você tem que responder". (Sr. Malandro Camisa Preta)





"Quando a vida está ruim, o Rosário é um simbolo que nos indica como buscar ajuda" (Pai Antonio de Angola).





"“Lá no sertão eu aprendi que a seca, a fome e a miséria não podem ser usadas para questionar a justiça divina, afinal, foi o homem quem maltratou a natureza, quem não repartiu o pão, quem maltratou uns aos outros” (Sr. Baiano Zé do Coco)






“A vida é alegre? A vida é triste? A vida é o que você é”. (Sr. Martim Pescador)
Textos

Amor ao Próximo


 
Umbanda é “a manifestação do espírito para a prática da Caridade”, essa foi a definição do fundador da religião de Umbanda, O Caboclo das Sete Encruzilhadas, incorporado em Zélio Fernandino de Moraes. Nota-se que a religião de Umbanda tem uma finalidade: a pratica da Caridade.
 
Ninguém pratica a Caridade com foco em si mesmo, mas no próximo, por isso é necessário que estejamos sempre dispostos a colocar o outro em primeiro lugar, e não nós mesmos. Vivemos dias de entendimento distorcido dentro da Umbanda, onde vemos diversos terreiros preocupados consigo, e esquecendo-se do objetivo da Umbanda.
 
Umbanda não é lugar de egoísmos, de individualidade, de auto interesse, umbanda é lugar de amor ao próximo, de dedicação ao outro, de ajuda ao semelhante. Então por que vemos tantos terreiros perdendo tempo com coisas que só existem para satisfazer o ego? Porque esqueceram-se do básico e essencial, e estão focando no supérfluo, naquilo que é raso.
 
As novas gerações umbandistas, nascidas em plena era tecnológica, de rapidez, de agilidade, de celeridade, está muito “avançada” na formação magistica, mas não sabe quase nada de amor ao próximo, de ajuda ao semelhante, de contribuição para solucionar os dilemas do outro. Boa parte dessa geração está mais preocupada em saber do que em fazer Umbanda.
 
É preciso que os sacerdotes de Umbanda, verdadeiramente conscientes do papel da nossa religião, tomem a dianteira no processo de transformação da realidade egoística que temos vistos dentro da Umbanda, e essa grande mudança inicia dentro de cada casa, de cada ilê, de cada terreiro, tenda, barracão. Do micro para o macro, é assim que se dá a real mudança.
 
Quem é umbandista, ou quem deseja se tornar um, deve saber que o foco da nossa religião não é a satisfação de nossos interesse pessoais, mas ajuda no melhoramento da vida de todos aqueles que nos buscam. Tendo essa consciência certamente contribuiremos para o cumprimento da missão dessa religião brasileira, que nasceu do desejo de ajudar o próximo, e com esse mesmo desejo deve se perpetuar.
 
PAI JADER DE XANGÔ – SACERDOTE DO PRIMADO 07 COVAS DO BRASIL – TEMPLO ESCOLA DE UMBANDA
 
 
 
Primado Sete Covas do Brasil Templo de Umbanda
Enviado por Primado Sete Covas do Brasil Templo de Umbanda em 07/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras