PRIMADO 07 COVAS DO BRASIL -  TEMPLO DE UMBANDA

"A verdade só está disponível para os despertos no espírito" (Sr. Exu 07 Covas)

"Eu não vim pra esclarecer, eu vim pra confundir". (Exu Mirim Tata Caveirinha)





"A vida é uma pergunta que você tem que responder". (Sr. Malandro Camisa Preta)





"Quando a vida está ruim, o Rosário é um simbolo que nos indica como buscar ajuda" (Pai Antonio de Angola).





"“Lá no sertão eu aprendi que a seca, a fome e a miséria não podem ser usadas para questionar a justiça divina, afinal, foi o homem quem maltratou a natureza, quem não repartiu o pão, quem maltratou uns aos outros” (Sr. Baiano Zé do Coco)






“A vida é alegre? A vida é triste? A vida é o que você é”. (Sr. Martim Pescador)
Textos

TRAJETÓRIA ESPIRITUAL DOS FILHOS DE SANTO: UMA LINHA TORTA

 
Quem dera a trajetória espiritual dos filhos de santo fossem uma linha reta, sem oscilações, sem desequilíbrios, sem o pendular negativo da mente, das emoções e do espírito, isso é apenas um sonho. A trajetória espiritual dos filhos de santo é uma linha torta. Em uma momento estão bem, noutro momento estão a se esvair.
 
Inconstantes, dúbios e desequilibrados, é assim que a maioria dos filhos de santo são. No início da trajetória tudo são flores, poesia e musicalidade, após alguns meses, decretam a si mesmo a morte espiritual e vão-se buraco adentro, desaparecendo nas profundezas da estagnação.
 
Triste ver as pessoas morrendo sem mesmo experimentar a verdadeira vida espiritual. Todos são muito frágeis, doentes, débeis, de modo que seus voos não são necessariamente voos, mas meros ensaios de voos. E o mais dissaboroso nisso é que muitos destes filhos de santo tinha até potencial e vocação mediúnica para irem além, mas morrem no início.
 
Estes nunca serão ekedis, nunca serão ogãs, nunca serão adagans, nunca serão pais e mães pequenas, nunca dirigirão um terreiro ou trabalho espiritual relevante, isso porque ninguém que não é capaz de manter-se de pé tem condição de levantar quem quer que seja. Só damos o que temos e o que conservamos em nós. Se ganhamos muito no início mas perdemos na mesma medida do meio para o final, já nos perdemos por inteiro.
 
Você que está lendo essa mensagem agora, responda: “que tipo de filho de santo você é no terreiro que você frequenta? Continuo, estável e equilibrado, ou é mais um dos que andam cambaleando, que precisam de alguém empurrando para que caminhem? Ora está bem, logo depois está mal? É assim que é sua trajetória, uma linha torta? Reflita.
 
Compreendo que determinados episódios na vida pessoal afetem nosso equilíbrio em sentido amplo, mas isso precisa ser superado, ao contrário, morreremos espiritualmente no ostracismo e na estafa profunda. Sou o Jader, cheguei a ser pai de santo e hoje dirijo um trabalho digno espiritualmente porque a depressão não me venceu, a fome não me parou, o despejo não me tirou da espiritualidade, o abandono familiar não calou minha prece, eu continuei ao lado da minha esposa.
 
E hoje posso falar e exemplificar que é possível seguir em frente de forma equilibrada, continua, retilínea, e se assim não for, pouco valerá a pena em nosso caminhar, e provavelmente não chegaremos a lugar nenhum dentro da espiritualidade. Nunca enxugaremos a lagrima de quem chora, jamais acalmaremos a dor de quem sofre, não chegará o dia em que alimentaremos de amor quem tanto necessita.
 
Seja o melhor que puder, A Umbanda merece, sua Casa Espiritual merece, seu Pai ou Mãe de Santo merece, você mesmo merece.
 
PAI JADER DE XANGÔ – SACERDOTE DO PRIMADO 07 COVAS DO BRASIL – TEMPLO ESCOLA DE UMBANDA
 
 
 
 
 
 
Primado Sete Covas do Brasil Templo de Umbanda
Enviado por Primado Sete Covas do Brasil Templo de Umbanda em 14/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras